Como se formam os nomes?

Os nomes de família chegaram até nós de diferentes maneiras. A grande maioria dos sobrenomes evoluíram de 4 fontes principais:

Ocupação: John, sendo carpinteiro, cozinheiro, moleiro, alfaiate, se chamaria em inglês, respectivamente, de: John Carpenter, John Cook, John Miller e John Taylor. Um ferreiro, se chamaria em inglês de Smith, um dos sobrenomes mais comuns. Toda vila tinha os seus Smiths (ferreiros), Millers (moleiros), Taylors (alfaiates) e Carpenters (carpinteiros), sendo que os Millers de uma vila não tinham necessariamente nenhuma relação com os Millers de outra vila.

Localidade: O John que morava numa colina/montanha (hill, em inglês) pode ter ficado conhecido por John Overhill (over, considera-se "em cima"). O John que morava perto de um riacho poderia ser chamado de John Brook (brook=arroio, ribeiro). Você pode dizer que um sobrenome deriva de um local quando, por exemplo, termina com (em Inglês):

  • -hill (em inglês) ou -berg (em alemão), ambos significam montanha, monte;
  • -ford (um vau);
  • -wood (floresta, bosque);
  • -brook (arroio, ribeiro);
  • -well (poço).

Alguns nomes portugueses são derivados de nomes estrangeiros de localidade. Por exemplo, Dutra teria vindo do holandês 'van Utrecht'.

Patronímico: Muitos sobrenomes indicavam antigamente o nome do pai; por exemplo, "Jackson" significa "filho de Jack". Os sufixos (ou prefixos) variam de país para país:

  • Armênia: -ian;
  • Dinamarca e Noruega: -sen;
  • Escócia e Irlanda: Mac-;
  • Finlândia: -nen;
  • Grécia: -poulos;
  • Espanha: -ez;
  • Itália: -i;
  • Normandia: Fitz-;
  • País de Gales: Ap-;
  • Polônia: -wiecz;
  • Portugal: -es;
  • Rússia: -ov, -ev, -vitch (masc.); -ova, -ovna (fem.).

Na Normandia, John, filho do Randolph, ficaria John fitz-Randolph. Na Escócia, os descendentes, por exemplo, de Gilleain eram conhecidos como MacGilleain e mais tarde abreviava-se para Mc, como McClean, McLane, etc.

Apesar do nome patronímico ter sido usado por um longo tempo, eles sempre mudavam de geração para geração. Como exemplo, John, filho (son) do William, poderia ser conhecido como "John Williamson", mas o filho dele teria como sobrenome "Johnson", por ser filho (son) do John.

Característica: um homem muito baixo poderia ser chamado, em inglês, de Small, Short, Little ou Lytle. Um homem grande poderia ser então Longfellow, Large, Lang ou Long. Muitas pessoas que tinham características de um animal receberia o nome dele, como por exemplo, uma pessoa travessa, astúcia, poderia ser chamada de Fox (raposa); Um bom nadador, de Fish (peixe); um homem quieto, Dove (pombo) e assim por diante. Os sobrenomes que são normalmente engraçados, alguns surpreendentes e por vezes até embaraçosos, são os nomes que provêm das características. Nem sempre se pode levar a sério o significado de um sobrenome comparando com os valores de hoje em dia, pois o significado das palavras mudou durante centenas de anos. Diante do sobrenome inglês "Stout", pode-se interpretar que o titular deste sobrenome era gordo, fortão ou então decidido, resoluto. Muitos sobrenomes têm mais de uma origem. Por exemplo, o sobrenome inglês "Bell" (sino) pode dizer tanto de alguém que morou ou trabalhou onde se toca o sino, quanto alguém que fabricava sinos. Pode ser descendente de alguma Isabel, ou pode ter vindo do francês antigo no qual a palavra "bel" significa beleza, correspondendo então a alguém muito bonito.

 

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre

Please publish modules in offcanvas position.